Datena tenta manipular público e não gosta do resultado (Imagem: Reprodução blog Maria Frô)

A cada três espectadores, dois reagiram a um jornalismo que escolhe o lado antes que a história começa. Quando a derrota se mostrou flagrante, apesar dos apelos do apresentador, a Bandeirantes tirou a questão do ar.

As manifestações pela redução das tarifas do transporte público em São Paulo (e que agora se estendem por outras cidades do Brasil) têm sido duramente criticadas não apenas pelo apresentador da TV Bandeirantes, mas por quase todos os grandes telejornais e programas policialescos da grande imprensa.

A propósito de coberturas jornalísticas em manifestações, o colunista Haroldo Ceravolo, da revista Samuel, traçou um paralelo entre Portugal e Brasil. “Enquanto em Portugal a mídia buscava ouvir líderes grevistas e autoridades que negociavam, no Brasil a grande preocupação é com o trânsito”, disse. “Trânsito em dia de manifestação é a menor das questões”, completou.

Jornalista espancado

Vídeo divulgado na internet flagra o momento em que o jornalista Pedro Ribeiro Nogueira, de 27 anos, é duramente espancado por um grupo de policiais durante a manifestação contra o aumento da tarifa de transporte coletivo em São Paulo. Depois da agressão, ele foi detido e levado para a 78.º Distrito Policial (DP). A prisão do jornalista é contestada pela Associação Cidade Escola Aprendiz, que mantém a página na internet.

Jornalista preso

Jornalista da CartaCapital foi preso durante protesto em São Paulo por carregar um recipiente com vinagre, usado para diminuir o ardor nos olhos provocado pelas bombas de gás lacrimogêneo.

Pragmatismo Politico, com Revista Samuel

Anúncios