A bancária Sueli Aniceto de Oliveira, 36, foi encontrada morta, na madrugada de ontem, em seu Mercedes-Benz Classe A, no estacionamento do shopping Anália Franco, no Tatuapé (zona leste de São Paulo). 

 

Ela estava desaparecida desde sábado, quando rompeu o namoro com o comerciante Marcos Antônio Fernandes, 43. Conforme o delegado João Gilberto Pacífico, o corpo não tinha sinais de violência. 

 

Ele não descarta, porém, a possibilidade de homicídio. São investigadas ainda as hipóteses de suicídio e de mal súbito, já que a bancária tinha uma doença rara e tomava o medicamento Oxycontin, à base de morfina. 

 

“Esse remédio dá sonolência e, se tomado em excesso, causa parada cardíaca. Vamos aguardar os exames do Instituto Médico Legal.” 

 

IMAGENS 

 

A Polícia Civil também vai analisar as imagens das câmeras do shopping. 

 

Sueli deixou bilhete a uma amiga pedindo para que cuidasse de sua mãe e do apartamento que tinha comprado com Fernandes e que fosse cremada, caso morresse. Fernandes contou à polícia que namorava Sueli havia sete anos. 

 

O shopping Anália Franco informou que está colaborando com a polícia.

 

Fonte: UOL notícias

Anúncios