Delegado Cavalcante

O deputado estadual Delegado Cavalcante (PDT) afirmou que está sendo vítima de perseguição por parte do prefeito de Morada Nova, Glauber Castro (PMDB). O parlamentar disse inclusive que chegou a ser seguido na estrada por um “elemento suspeito”. As declarações foram feitas durante a sessão desta quarta-feira, 12, na Assembleia Legislativa.

O deputado afirmou que 11 celulares de sua propriedade foram clonados e que um programa teria sido instalado em seu computador com o objetivo de espioná-lo. 
O cadastro do computador, segundo o deputado, foi encontrado dentro de uma repartição pública. “O cidadão que fez isso continua trabalhando na mesma repartição”, informou, sem dar maiores detalhes.

Ressaltando sua experiência na área policial, o deputado disse que não vai se intimidar e que não admite perseguição. “Nada irá me intimidar, nem a própria morte. Não vou fazer politicagem com segurança pública”, avisou, ao fazer críticas a Glauber. 
O parlamentar denunciou ainda que seus adversários teriam “infiltrado” seis pessoas em seu gabinete na Assembleia e prometeu apresentar provas de “situações absurdas” articuladas contra ele. O parlamentar não explicou quais seriam as motivações para a suposta perseguição.

O POVO Online tentou entrar em contato com o prefeito Glauber Castro. As ligações para a sede da Prefeitura, porém, não foram atendidas até o momento.

(O Povo Online)

 

Anúncios