O Sindicato e o Itaú assinaram nesta sexta-feira 7 a renovação do acordo aditivo da Comissão de Conciliação Voluntária (CCV). O acordo foi firmado na sede do Sindicato e tem vigência até abril de 2015. O objetivo da CCV é resolver pendências trabalhistas de ex-funcionários do banco sem a necessidade de ingressar com ação na Justiça.

“A CCV é mais uma possibilidade oferecida aos bancários para resolver conflitos trabalhistas com a empresa de maneira mais rápida. O funcionário pode trazer suas pendências, mas não é obrigado a aceitar a proposta do banco”, afirma o diretor do Sindicato Roberto Alves.

Também participaram da assinatura do acordo os diretores do Sindicato Eduardo Araújo, Edmilson Lacerda, Louraci Morais e Washington Henrique. A diretora da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Centro Norte (Fetec-CN/CUT) Conceição Costa também esteve presente.

O aditivo abarca os trabalhadores da base territorial do Sindicato. Para participar da CCV é necessário não ter ação na Justiça contra o banco. Além disso, o desligamento da empresa deve ter ocorrido nos últimos dois anos.  

Os interessados podem reivindicar, inclusive no ato da homologação da demissão, um acordo na CCV. O Sindicato disponibilizará um formulário ao ex-funcionário para apresentação do pedido que será encaminhado ao Itaú. A empresa tem até 30 dias para responder. Depois que o banco enviar a proposta de acordo, o solicitante tem 10 dias para analisá-la.

Mais informações pelos números 3262-9001/9002.

 Thaís Rohrer, Do Seeb Brasília

Anúncios