Protesto no Facebook de Carolina Uchoa Alencar Araripe

Pessoal, venho por meio deste compartilhar minha indignação. Hoje (27/05/2013), por volta das 11hs, fui assaltada DENTRO da Unifor. Eu estava com uma amiga andando em direção ao meu carro, que estava estacionado DENTRO do estacionamento do bloco D, e vejo um homem aparentemente sujo e com um jeito “suspeito” andando por lá.

 

Não me importei e continuei andando em direção ao carro. Ao abrir a porta do carro, ele me abordou e disse para agirmos tranquilamente pois “isso era um assalto” e ele queria nosso dinheiro e celular. Mandou não gritarmos, pois estava com uma arma escondida (se é verdade ou não, não sei… mas preferimos não reagir) e, se falássemos qualquer coisa, ele iria atirar. Por sorte (nunca ando com dinheiro), estávamos com aproximadamente R$170 reais e demos nossos celulares. Ele mandou, então, entrarmos no carro e insistiu que esse dinheiro era pouco e queria R$500. Nesse momento, pensei que ele fosse entrar no carro e que nós seríamos sequestradas. Acho que ele também pensou em fazer isso, visto que as condições estavam super favoráveis. Isso tudo durou, em média, uns 4 minutos (muito tempo, visto que estávamos dentro da universidade, em um local que, geralmente, tem seguranças).

 

No fim do assalto, ele disse para entrarmos no carro e irmos embora rapidamente, e para não falar com nenhum segurança (mesmo que quiséssemos, não tinha nenhum), pois tinha uma pessoa em uma moto na saída, que iria atirar se nós falássemos com alguém (se é verdade ou não, também não sei).

 

Fomos embora, e fui correndo para o estacionamento mais próximo (atrás da biblioteca), onde falei com os seguranças, que fizeram “o possível”. Avisaram para todos os outros seguranças e me encaminharam à delegacia mais próxima. Para minha surpresa, logo que chego à delegacia, chega outra aluna da Unifor, dizendo que foi assaltada na parada de ônibus próxima ao bloco D pela mesma pessoa.

 

Aí eu me pergunto: para onde vai a mensalidade altíssima que pagamos todos mês? Esse não é o primeiro, e não será o último assalto que acontece na Unifor.

 

Ultimamente vem sendo cada vez mais comum ouvirmos histórias de pessoas que foram assaltadas nas proximidades (no meu caso, DENTRO) da universidade. Passei um tempo conversando com os seguranças, e eles próprios admitiram que a Unifor PRECISA de mais seguranças, que não tem condições de eles estarem em vários locais ao mesmo tempo. Disseram que estão em um bloco, e, de repente, recebem um chamado para ir a outro bloco realizar alguma função. Eu fui assaltada em uma segunda-feira, 11hs da manhã (horário que os estudantes estão saindo da aula e costuma haver bastante movimento). Imagina o perigo que estamos correndo a noite, por exemplo, ao andarmos naqueles blocos mais distantes e escuros!

 

Hoje foi um assalto, amanhã pode ser um sequestro, estupro, assassinato… Gente, isso é inadmissível! Não pode acontecer! Nós pagamos caro e devemos exigir, no mínimo, mais segurança. 

 

 

COMPARTILHEM!!! 

PRECISAM NOS ESCUTAR! 

Grata, 

Carolina.

 

Anúncios