A exibição do programa “Roda Viva” com Antonio Tabet e Ian SBF,  criadores do canal Porta dos Fundos, fez reviver uma antiga polêmica com o humorista Gustavo Mendes (à dir.) sobre a autoria dos textos de uma imitação da presidente Dilma, exibida no site Kibe Loco e, posteriormente, no programa “Casseta & Planeta Vai Fundo”.

Durante o “Roda Viva”, Tabet afirmou que, depois de receber vídeos enviados por Mendes com a imitação de Dilma, disse ao humorista que ele era engraçado, mas que o texto era ruim. Por este motivo, contou Tabet (à esq. na foto), se propôs a fazer o roteiro para os vídeos. Até mesmo um bordão, dirigido ao ministro Guido Mantega, “engole o choro”, disse Tabet, foi criação sua.

Em seu perfil no Twitter, Mendes reagiu com indignação. “Nunca mandei vídeo pro Kibe Loco, ele me procurou! Todos os vídeos de maior sucesso da Dilma foram redações do Gueminho Bernardes”. Acrescentou: “O Kibe Loco nunca deu crédito, nem a mim nem ao Gueminho, ao contrário, nos ameaçava, dizia que as ‘portas da Globo’ estavam fechadas para nós”. E concluiu: “Negar o valor de outro pra se afirmar é sinal de fraqueza. O grande não fala de si, deixa que os outros falem.”

Atualizado às 15h30: Questionado pelo blog se gostaria de comentar o assunto, Gustavo Mendes informou, por meio de sua assessoria, que “já expressou suas questões no twitter e não gostaria de comentar nada além do que já foi dito”.

(Mauricio Stycer – Via http://www.mauriciostycer.glogosfera.uol.com.br)

 

Anúncios