Chiquinho da Mangueira é eleito o novo presidente da Estação Primeira

Candidato Chiquinho da Mangueira foi apoiado pela cantora Alcione | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Candidato Chiquinho da Mangueira foi apoiado pela cantora Alcione | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Rio –  Atolada em dívidas que passam dos R$ 12 milhões e sem vencer desde 2002, a Estação Primeira escolheu seu novo presidente neste domingo, dia em que completou 85 anos de fundação. O deputado estadual Chiquinho da Mangueira, de 58 anos, foi o grande vencedor da eleição derrotando Raymundo de Castro e Percival Pires. Dos 925 votos, Chiquinho teve 482 contra 305 de Percival e 136 de Raymundo. Duas pessoas optaram por anular.

Após o resultado, o presidente eleito anunciou, de imediato, a contratação da carnavalesca Rosa Magalhães e do coreógrafo Carlinhos de Jesus. O novo comandante confirmou ainda a permanência do mestre-sala Raphael Rodrigues. A rainha de bateria também já foi definida: Evelyn Bastos, que foi Rainha do Carnaval 2013. A porta-bandeira ainda é dúvida, mas o nome mais cotado para assumir é o de Squel, que era da Mocidade.

“Esse era o momento esperado por todos. O mangueirense soube avaliar e viu que nossas propostas eram as melhores. Já temos todo uma estrutura montada para começar a tocar o Carnaval de 2014. Nossa prioridade agora é reformar a quadra que precisa urgentemente de melhorias. Além disso, vamos começar a planejar o pagamento das nossas dívidas, que são muitas”, afirmou Chiquinho.

O juiz da 36ª Vara Cível, Rossidélio Lopes da Fonte, que convocou a eleição há um ano, chegou à quadra no início da tarde e acompanhou toda a apuração. Durante todo o dia, o clima no entorno e dentro da quadra foi de tranquilidade, apesar de algumas discussões entre membros da comissão eleitoral. Policiais civis e 60 policiais militares reforçaram o policiamento no local.

Chiquinho, que assumirá o posto que era de Ivo Meirelles (que não compareceu para votar), comandará a verde e rosa nos próximos três anos. A votação foi realizada entre 9h e 17h.

Quadra sem luz e água

Além das pendências financeiras e do jejum de títulos, o novo comandante da tradicional agremiação terá outro enorme desafio: reabrir a quadra, que está interditada pelo Corpo de Bombeiros por falta de condições de segurança.

A luz do Palácio do Samba está cortada, assim como a água por falta de pagamento. O Carnaval de 2014 será outro tema que precisará ser tocado o quanto antes. Até o momento, a escola segue sem carnavalesco, porta-bandeira, mestre-sala e coreógrafo. Os únicos que devem continuar da gestão passada deverão ser o mestre de bateria, Ailton, e o intérprete Luizito.

Líder da chapa “Muda Mangueira de novo”, o deputado estadual foi o que teve mais apoio de mangueirenses ilustres. Além dos ex-presidentes Alcione Barreto, Elmo José dos Santos e Alvaro Luis Caetano, ele contou com a adesão das cantoras Alcione e Rosemary e dos compositores Hélio Turco e Nelson Sargento. Integrantes da Velha Guarda e de famílias tradicionais como Inês de Castro, filha do fundador Carlos Cachaça, também aderiram ao projeto de Chiquinho.

Policiamento foi reforçado para eleição na quadra da Mangueira | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Policiamento foi reforçado para eleição na quadra da Mangueira | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Após longa batalha judicial que durou mais de um ano, a eleição na verde e rosa escolheu o novo presidente, vice e 40 membros do conselho deliberativo e fiscal para o triênio 2013-2016. Em 85 anos de história, a escola já faturou 18 títulos. O último foi em 2002 com uma homenagem ao Nordeste.

Perfil

Deputado estadual pelo PMDB, Francisco de Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, tem 58 anos e cumpre seu terceiro mandato na Alerj. Já esteve à frente da Secretaria Estadual de Esportes, da Suderj e da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer do Rio.

Formado em Educação Física pela Universidade Gama Filho, Chiquinho começou seu trabalho na verde e rosa em 1987, como um dos idealizadores e coordenadores da Vila Olímpica da Mangueira ao lado da cantora Alcione.

Participou ativamente das gestões dos últimos quatro mandatários da Estação Primeira. Na gestão de Ivo, ocupou o cargo de vice-presidente de Esportes e Desenvolvimento Social.

Bastante influente no mundo do Carnaval, costuma frequentar diversas escolas de samba do Grupo Especial e Grupos de Acesso. Na Liesa, tem o hábito de participar de todas as plenárias realizadas pela diretoria da entidade.

Em 2001, foi homenageado na Sapucaí no enredo “Da Vila Olímpica à Villa Rica, Chiquinho da Mangueira, um exemplo de vida”. 

(O Dia Online)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s