220px-Carlinhos_Cachoeira

O bicheiro Carlinhos Cachoeira foi detido por dirigir bêbado durante a madrugada deste domingo (28).

O contraventor tinha ido a um show do cantor Gusttavo Lima em Anápolis e, quando voltava para Goiânia, foi flagrado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Cachoeira estava com a mulher, Andressa Mendonça e mais dois amigos e se recusou a fazer o teste do bafômetro exigido pela polícia.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal de Anápolis, ele apresentava sinais claros de embriaguez como dificuldade de se equilibrar e um forte cheiro de álcool na boca.

A polícia disse que não encontrou bebida no interior do veículo.

A detenção ocorreu às 4 horas da manhã na BR 060, KM 40. Após o pagamento de fiança de R$ 22 mil, Cachoeira foi liberado do 6º Distrito Policial de Anápolis e responderá ao processo em liberdade. Sua carteira de habilitação foi apreendida pela Polícia Rodoviária e seu carro, um Kia modelo Cadenza, foi retirado da delegacia por um amigo.
Cachoeira foi preso no ano passado durante a operação Monte Carlo da PF (Polícia Federal), que o colocava como chefe de um esquema de exploração ilegal de jogos e corrupção de agentes públicos.

Com os desdobramentos da operação, o bicheiro foi condenado a 39 anos e 8 meses de prisão, mas obteve o direito a responder ao processo em liberdade em dezembro do ano passado. Atá conseguir a decisão favorável na justiça, Cachoeira esteve detido no presídio da Papuda, em Brasília, durante nove meses.

No ano passado, o Congresso Nacional instalou uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar seu envolvimento com políticos que teriam se beneficiado de seus esquemas de contravenção, mas a comissão foi encerrada sem nenhuma conclusão.

(R7)

Anúncios