(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Uma mulher foi agredida pelo marido e foi colocada para fora de casa com os cinco filhos. Ela acusa a Polícia Miltar de Embu, na Grande São Paulo, de tê-la abandonado com as crianças na rua. As crianças têm idades entre dois e oito anos.

A família foi encontrada pela guarda municipal na garagem de uma casa em Taboão da Serra, na região metropolitana. O grupo conseguiu passar parte da noite ali graças a ajuda que receberam dos moradores da residência. Eles chegaram a ficar em uma escadaria antes de receber ajuda.

A mãe contou que estava em casa, na periferia de Embu, quando foi agredida pelo companheiro e pai das crianças, com quem vivia havia 12 anos. Uma vizinha viu tudo e chamou a Polícia Militar. A mulher e as crianças foram levadas pelos policiais militares e, segundo a vítima, abandonados na rodovia Régis Bitencourt.

Ela e os filhos andaram cerca de 4 km até conseguir ajuda. O marido, de 35 anos, fugiu depois de agredir a mulher na frente dos filhos. E essa não foi a primeira vez. Ela contou que já havia procurado a polícia para ser protegida pela Lei Maria da Penha, mas a proteção não veio.

Outro lado

A Polícia Militar enviou uma nota dizendo que irá apurar os fatos relatados pela reportagem. Segundo a mensagem, “no registro de atendimento no COPOM regional (Osasco), que não consta solicitação via 190 para a ocorrência relatada”.

A PM pede ainda que a vítima “que não teria recebido tratamento adequado que compareça à sede da Polícia Militar para registrar a queixa, dando melhores detalhes, e também ajudar a instituição a melhorar seus serviços”.

Agência Record

Anúncios