VIIIFestivaldaMusicaInstrumentalCAIO

A música instrumental nordestina contemporânea terá lugar garantido no VIII Festival da Música Instrumental, apresentado pelo Ministério da Cultura e o Centro Cultural Banco do Nordeste. Durante seis dias, dez grupos e artistas irão se apresentar, traçando um verdadeiro panorama da produção instrumental do País. O Festival acontecerá nos Centros Culturais do Banco do Nordeste em Sousa (PB) e Juazeiro do Norte (CE) – de 30 de abril a 04 de maio – e em Fortaleza, no Theatro José de Alencar, de 02 a 05 de maio de 2013.

A programação musical será composta por nove bandas/artistas que representarão cada qual um estado do Nordeste e mais um convidado especial, o guitarrista e bandolinista baiano Armandinho. O artista promete um grande show, acompanhado por sua banda completa, e também participa de um bate-papo no CCBNB de Juazeiro do Norte, no dia 01/05, às 17h. 

Dentre as atrações, vários instrumentos e estilos dialogam. O grupo A La Sax Quarteto, de Alagoas, mostra que é possível inventar bastante ao som de quatro tipos do instrumento de sopro. Já o Viola de Arame (BA) explora um instrumento pouco comum na construção de melodias: a viola de 10 cordas. A programação diversificada contempla novos músicos e grupos – Thiago Almeida Trio (CE) e Rivotrill (PE) – além de consagrados instrumentistas, como Xisto Medeiros (PB) e Chiquinho França (MA).   

A mistura de linguagens, influências, referências, tradições e novidades deixa clara a efervescência que vem acontecendo nessa frente da música brasileira. Em sua oitava edição, o Festival dá visibilidade e fortalece a cena musical instrumental do Nordeste. As atrações circulam em todas as cidades-palco do festival, fazendo, cada uma, três shows, para deixar que os sons ressoem sem fronteiras e cheguem ao maior público possível, favorecendo contatos e parcerias, sempre em prol do acesso à diversidade cultural.

Há tempos, instrumentistas e compositores das mais diversas influências vêm provando que o leque de opções sonoras é bem mais amplo do que se pode supor a partir dos meios convencionais de circulação da música. Acreditando no potencial dos grupos dessa região, o VIII Festival da Música Instrumental surge com o intuito de expandir novas sonoridades e linguagens que se fundem e se constroem a partir da rica diversidade rítmica do território brasileiro e nordestino, calcado no folclore e em danças típicas (coco, bumba meu boi, maracatu etc.). 

O VIII Festival da Música Instrumental é apresentado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e pelo Centro Cultural Banco do Nordeste, com patrocínio do Banco do Nordeste do Brasil, em parceria com o Theatro José de Alencar e Governo do Estado do Ceará, e realizado pela Sociedade Cearense de Jornalismo Científico e Cultural e Ministério da Cultura, Governo Federal.

Programação
Caninga Trio (RN) 

Sousa (CCBNB): 01/05, às 19h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 02/05, às 18h30; Fortaleza (TJA): 04/05, às 17h;
Formado em 2006, o Caninga Trio surge com a proposta de desenvolver um repertório instrumental voltado para uma formação pouco comum. O sax de Heleno Feitosa (Costinha), a guitarra de Manoca Barreto e o baixo de Mário Cavalcanti “Primata” executam temas autorais e arranjos próprios da música popular e instrumental.

Thiago Almeida Trio (CE)
Juazeiro do Norte (CCBNB): 30/04, às 18h30; Sousa (CCBNB): 02/05, às 19h; Fortaleza (TJA): 05/05, às 19h40;
Pianista, compositor, arranjador. Músico autodidata, Thiago Almeida integra o quarteto cearense Marimbanda e já tocou ao lado de Raimundo Fagner (CE), Arthur Maia (RJ) e Breculê (CE). Promete o seu primeiro disco solo para 2013, intitulado Forró Real. No show, é acompanhado pelos músicos Miquéias dos Santos (baixo) e Wladimir Catunda (bateria). 

À La Sax Quarteto (AL)
Sousa (CCBNB): 01/05, às 20h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 02/05, às 19h50; Fortaleza (TJA): 04/05, às 18h20.
No repertório, Pixinguinha e Tchaikovsky, entre outros gênios da música. Idealizado pelo professor e maestro Almir Medeiros. Além do próprio, o grupo é composto pelos instrumentistas alagoanos Aldo Nicolau, no sax alto e flauta, Elizaubo Wandemberguer, no sax tenor e clarinete, e Elizio Goethe, no sax barítono. 

Chiquinho França (MA)
Fortaleza (TJA): 02/05, às 18h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 03/05, às 18h30; Sousa (CCBNB): 04/05, às 19h.
Chiquinho França é o que se pode chamar de “um artista completo”. Canta, compõe, produz e toca virtuosamente. No show, é acompanhado pelos músicos Luiz Jr (violão) e Carlos Pial (percussão). Seu último trabalho, o DVD Chiquinho França, intitulado “Solos”, foi gravado ao vivo no Teatro Arthur Azevedo, na sua terra natal.

Quarteto Bumba Trio (PI)
Fortaleza (TJA): 02/05, às 19h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 03/05, às19h50;  Sousa (CCBNB): 04/05, às 20h20.
O forte sotaque jazzi?stico possui intenc?a?o de retratar, por meio de sonoridades, a diversidade cultural que ha? em nosso Pai?s. O grupo existe desde 2004 e ja? participou dos mais importantes festivais de mu?sica instrumental do Nordeste. É formado pelos mu?sicos Flaubert Viana (Sax); Rafael Viana (Bateria) e Thiago Cabral (Piano) e Valdir Coyote (Contrabaixo).

Xisto Medeiros (PB)
Sousa (CCBNB): 30/04, às 20h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 01/05, 19h50; Fortaleza (TJA): 03/05, às 21h.
Natural de Patos (PB), é da terceira geração de músicos da família Medeiros. Contrabaixista, arranjador, compositor e produtor, iniciou seus estudos musicais sob a orientação do seu tio João Linhares e do professor Hector Rossi. No show considerado dinâmico e divertido, é acompanhado por seus irmãos Hélio Medeiros (teclado/piano) e Hermes Medeiros (bateria/percussão).

Café Pequeno (SE)
Souza (CCBNB): 02/05, às 20h20; Juazeiro do Norte (CCBNB): 04/05, às 19h50; Fortaleza (TJA): 05/05, às 17h.
O terceto surgiu em 2005. É composto pelos músicos Pedrinho Mendonça (Percussão), Júlio Rêgo (Gaita) e Guga Montalvão (Violão). Os sergipanos têm o repertório marcado por músicas da MPB e do choro instrumental, além de composições próprias. Atualmente o grupo está em estúdio preparando seu mais novo álbum.

Rivotrill (PE)

Sousa (CCBNB): 30/04, às 19h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 01/05, às 18h30; Fortaleza (TJA): 03/05, às 18h.
O trio formado por Júnior Crato (flauta, saxofone, teclado), Lucas dos Prazeres (percussão) e Rafael Duarte (contrabaixo) tem mostrado criatividade e inovação em suas composições, estabelecendo sua posição como um dos talentos excepcionais da música instrumental brasileira. Em suas performances, despertam um olhar diferenciado sobre a música.

Viola de Arame (BA)
Sousa (CCBNB): 03/05, às 19h; Juazeiro do Norte (CCBNB): 04/05, às 18h30; Fortaleza (TJA): 05/05, às 18h20.  
O grupo formado pelos músicos Júlio Caldas, Cássio Nobre e Ricardo Hardmann faz um show de um gênero musical que pode ser classificado ao mesmo tempo como “regional” e “universal”. Nele, a viola de 10 cordas – também chamada “viola caipira” ou “viola de arame” – é a principal atração. 

Armandinho (BA – Convidado especial)
Juazeiro do Norte (CCBNB): 30/04, às 19h50; Sousa (CCBNB): 03/05, às 20h20; Fortaleza (TJA): 04/05, às 19h40. 
Bate-papo em Juazeiro do Norte (CCBNB): 01/05, às 17h.  
Filho de Osmar Macêdo, músico e idealizador do trio elétrico, e integrante do grupo A Cor do Som. Já se apresentou ao lado de músicos como Raphael Rabello, Moraes Moreira, Yamandú Costa, entre outros. No show, além de tocar sua guitarra baiana e bandolim, é acompanhado pelos músicos Júlio Leony (baixo), Yacoce Costa (teclado), Márcio Diniz (bateria) e Magno Stanchi (percussão). 
 
VIII Festival da Música Instrumental
De 30 de abril a 04 de maio nos Centros Culturais do Banco do Nordeste em Sousa (PB) e Juazeiro do Norte (CE).
E de 02 a 05 de maio em Fortaleza, no Theatro José de Alencar.

(Banco do Nordeste)