bernardo_Vasco

Rio –  Uma bola nas costas complicou a vida do apoiador Bernardo do Vasco. O jogador foi sequestrado e agredido por traficantes no Complexo da Maré, na noite de domingo, após ser flagrado com uma jovem, Daiane Rodrigues, de 22 anos. A jovem foi baleada sete vezes nas pernas e espancada dentro da Vila do João. Ela seria namorada de um traficante do Terceiro Comando Puro (TCP), facção que domina a venda de drogas na comunidade. Bernardo também foi espancado pelo bandido e seus comparsas — ele não levou tiros, mas foi torturado até com choques elétricos.

Daiane deu entrada no Hospital Santa Maria Madalena, na Ilha do Governador. Ela foi atingida por cinco tiros na perna e dois no pé esquerdo. O caso foi registrado na 37ª DP (Ilha), onde, segundo o RO de número 037-02705/2013, a vítima disse ter sido baleada na noite de domingo na Rua 14, dentro da Vila do João, sem especificar o motivo. Como o Complexo da Maré faz parte da área de cobertura da 21ª DP (Bonsucesso), o caso foi encaminhado para esta distrital.

Bernardo teria se envolvido com mulher de traficante | Foto: André Luiz Mello / Agência O Dia

O delegado José Pedro Costa da Silva, titular da 21ª DP, disse que não se pronunciaria sobre o assunto, mas confirmou que vai investigar informações de que a jovem seria namorada do chefão do tráfico de três favelas da Maré, a Vila do João, a Vila do Pinheiro e o Timbau, conforme as denúncias que chegaram à distrital.

Bernardo estaria na favela acompanhado de outro jogador de futebol, que atua em um clube rival, também do Rio, e já foi morador do Complexo da Maré. Ele teria sido obrigado a assistir à sessão de espancamento do colega e da jovem, mas não foi agredido.

Após o atendimento inicial na Ilha, Daiane foi transferida na manhã de segunda-feira para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ela teve alta ontem. Já Bernardo, segundo informes, não teria buscado socorro em nenhum hospital.

(Guilherme Santos, O Dia Online)

Anúncios