FOTO DO PROJETO
FOTO DO PROJETO

Em meio à insatisfação de vereadores da base aliada à prefeitura, à abstenção do líder do governo e aos protestos da oposição, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou ontem em plenário o projeto do prefeito Roberto Cláudio (PSB) que inclui a ponte estaiada sobre o rio Cocó – ainda a ser construída – no Sistema Viário do Município. A grande polêmica foi causada pela emenda que cria uma via separando a Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) das Dunas do Cocó do Parque do Cocó.

O vereador João Alfredo (PSOL) já anunciava ontem que a oposição se engajaria na campanha “Veta, prefeito”. Ele apresentou questão de ordem argumentando que a apresentação da emenda não se deu conforme o Regimento Interno da Câmara. A sessão foi suspensa por cerca de duas horas para que a Mesa avaliasse o parecer de Alfredo, que acabou indeferido.

A via paisagística, segundo a emenda, será construída no limite sul do Loteamento Jardim Fortaleza, entre a Avenida Sebastião de Abreu e o prolongamento da Rua Almeida Prado. Foi apresentada por Comissão Conjunta de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Meio Ambiente e Legislação, Justiça e Cidadania.

João Alfredo disse lamentar que “vereadores sérios tenham sido enganados”, pois, segundo ele, foram induzidos a votar a favor acreditando que a emenda era do prefeito. “Teve vereador que saiu daqui ontem (terça) chorando, porque foi enganado, enquanto outros comemoraram, porque são lobistas da especulação imobiliária”.

“Eu fui claro ontem (terça): é emenda da comissão”, respondeu Didi Mangueira (PDT), vice-líder do governo. Mas o vereador Paulo Diógenes, em conversa com O POVO, diz ter ouvido de Didi na reunião de terça que a emenda era do prefeito. “Eu não entendi nada. Muitos vereadores da base estão insatisfeitos”, disse Diógenes. Ele votou contra o projeto, declarando que “quando o prefeito disser que a emenda é dele, voto sim.”

O líder do governo, Evaldo Lima (PCdoB), manteve silêncio durante a discussão e absteve-se de votar. Ao O POVO, Evaldo afirmou que já havia comunicado ao prefeito sua oposição à emenda, já que o PCdoB tem resolução em defesa do Cocó. “Deixei claro para os vereadores que o prefeito tem compromisso com a ponte estaiada, ponto estratégico na política de mobilidade urbana”. 

ENTENDA A NOTÍCIA

O encaminhamento da votação pelo vice-líder do governo, Didi Mangueira, sobre a emenda que trata da via paisagística, segundo alguns membros da base aliada, teria dado a entender que a proposta seria da prefeitura. 

Saiba mais

Votos a favor

José do Carmo (PSL), Carlos Mesquita (PMDB), Antônio Henrique (PTN), Elpídio Nogueira (PSB), Wellington Sabóia (PSC), A Onde É (PTC), Alípio Rodrigues (PTN), Carlos Dutra (PSDB), Casimiro Neto (PP), Cláudia Gomes (PTC), Didi Mangueira (PDT), Gelson Ferraz (PRB), John Monteiro (PTdoB), Marcos Aurélio (PSC), Márcio Cruz (PR), Germana Soares (PHS), Tamara Holanda (PSDC), Vaidon Oliveira (PSDC), Zier Férrer (PMN), Leonelzinho Alencar (PTdoB).

 

Votos contrários

João Alfredo e Toinha Rocha (PSOL), Guilherme Sampaio, Deodato Ramalho, Acrísio Sena e Ronivaldo Maia (PT), Joaquim Rocha e Adail Junior (PV) e Paulo Diógenes (PSD).

 

Não votaram

Evaldo Lima (PCdoB), Walter Cavalcante (PMDB), Bá (PTC), Benigno Junior (PSC), Adelmo Martins (PR), Eulógio Neto (PSC), Fábio Braga (PTN), Iraguassú Teixeira (PDT), Leda Moreira (PSL), Magaly Marques (PMDB), Mairton Félix (DEM), Martins Nogueira (PSB), Vitor Valim (PMDB) e Capitão Wagner (PR)

(Bruno Pontes, O Povo Online)

Anúncios