diariodigital.sapo.pt
diariodigital.sapo.pt

Se o povo costuma dizer que os gatos têm sete vidas, há pessoas que parecem ter três. Um norte-americano que tinha escapado por pouco às explosões na Maratona de Boston regressou a casa e sobreviveu à explosão da fábrica no Texas.

 

 

Joe Berti tinha cortado a meta na popular maratona cerca de 30 segundos antes da primeira bomba rebentar, segundo o The Mirror.

 

 

O homem, a par com a mulher Amy e os seus amigos, escapou ileso do atentado na Maratona de Boston, mas a sua mulher foi atingida por um estilhaço e uma outra mulher que estava ao seu lado perdeu uma perna.

 

 

“Eu tinha acabado de cruzar a meta e tipo 30 segundos depois ouvi a primeira explosão, e virei-me e vi fumaça”, explicou o pai de dois filhos.

 

 

“Soube imediatamente que tinha sido uma bomba… depois foi a segunda explosão, e vi uma onda de pessoas a correr”.

 

 

No dia seguinte, Berti deixou Boston para regressar a casa, no Texas, na esperança de ver a sua vida voltar ao normal, na companhia das duas filhas, de oito e 11 anos.

 

 

Contudo, dias depois, ao regressar de uma reunião, Joe avistou fumaça negra ao longe. Conforme se aproximou, de carro, viu-se novamente na situação de sentir uma onda de choque provocada por uma explosão, com vários detritos a serem projetos sobre o seu veículo.

 

 

A explosão na fábrica de fertilizantes em West matou pelo menos 15 pessoas e feriu mais de 160.

 

 

“Estamos a rezar pelas pessoas que tiveram muito menos sorte que nós”, afirmou a senhora Berti.

 

 

— Diário Digital

Anúncios