imposto

Os contribuintes que possuem smartphone ou tablet terão mais uma alternativa na hora de declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2013. É que, conforme informações divulgadas ontem pela Receita Federal, os aparelhos já podem ser utilizados para efetuar a declaração deste ano, seja ela no modelo simplificado ou completo. A novidade promete atender a um significativo número de pessoas, apesar de estar em uma espécie fase experimental, com uma série de limitações.

“É uma grande novidade para os contribuintes e esperamos uma boa adesão no Ceará, até porque, além da comodidade e facilidade, fomos surpreendidos com a informação de que declarações no modelo completo também serão aceitas, o que acaba abrangendo um contingente maior de pessoas”, comenta o superintendente da Receita Federal, Moacyr Mondardo.

No Brasil, aliás, a estimativa é que cerca de cinco milhões de contribuintes já devam fazer sua declaração por meio de um dispositivo móvel. O Fisco espera receber cerca de 26 milhões de documentos este ano.

Restrições

Não poderão usar o novo aplicativo, por exemplo, os contribuintes profissionais liberais ou que tenham obtido lucro na alienação de bens, recebido lucros e dividendos ou rendimentos no exterior, além de rendimentos por doação ou herança.

“Estão impedidos de declarar desta forma qualquer contribuinte que recebe seus rendimentos de pessoa física, que tem dívidas a declarar ou obteve ganho de capital”, acrescenta Mondardo.

O aplicativo da Receita está disponível apenas para aparelhos com sistema operacional Android e iOS (Apple) e já pode ser baixado nas lojas virtuais google.play e App Store, respectivamente. A Receita alerta que a declaração feita pelo sistema operacional da Apple não é salva automaticamente, após o envio do documento ao Fisco. Por isso, o aplicativo apresenta o passo a passo para salvar. Para o sistema operacional Android, o salvamento é automático.

Declarações enviadas

Até às 16h25 de ontem, a Receita Federal havia recebido 129.937 declarações no Estado, o que representa 22% das 590 mil esperadas. O índice é considerado normal até o momento.

(Diário do Nordeste)

Anúncios