wagner-moura

Pelo visto o pastor Marco Feliciano, que se tornoupresidente Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, em Brasília, ganhou mais um rival: o ator Wagner Moura. 

Isso porque, durante sua participação no programa ‘Estúdio I’, da Globo News, o baiano soltou o verbo e falou ser contra a escolha do pastor para presidir a Comissão de Direitos Humanos.

“Levar o legislativo ao descrédito público ao eleger um sujeito como ele, que é notadamente homofóbico e racista, é de cortar o coração”, desabafou Wagner.

Além do baiano, outros famosos como Xuxa e Maria Gadú também não concordam com a permanência de Marco na presidência da Comissão.

(IBahia)