Itália –  Um italiano vestido com roupas eclesiásticas falsas foi retirado nesta segunda-feira do local onde ocorreria a congregação geral de cardeais do Vaticano, após tentar penetrar na reunião a portas fechadas que prepara o conclave que vai definir o novo Papa. O homem disse a jornalistas que cobriam o encontro de cardeais que seu nome era “Basilius” e que ele era membro da “Igreja Italiana Ortodoxa”, que não existe.

Antes de ser desmascarado, ele disse em entrevista que os bispos católicos “se enganaram” ao trocar padres acusados de pedofilia de diferentes paróquias. O homem, que se identificou como Ralph Napierski, chegou a cumprimentar vários cardeais antes de ser descoberto.

Questionado sobre o caso por jornalistas, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, disse desconhecer a presença de “falsos cardeais” na congregação que debate o perfil do sucessor do Papa Emérito Bento XVI.

(O Dia Online)

Anúncios