meteoro

Diariamente caem na Terra toneladas de meteoritos. Em geral, são corpos pequenos que cabem na palma da mão. Um deles foi encontrado no deserto do Saara. Outro menor ainda veio da Lua. Um enorme é o Bendegó. Foi encontrado na Bahia em 1884, e é o maior meteorito já encontrado no Brasil. Pesa mais de cinco mil quilos.

Tudo o que existe na Terra em termos de elementos químicos existe também no Universo. Da mesma forma, tudo que existe no Universo existe na Terra. Um dos meteoritos veio do espaço e caiu na Terra, mais precisamente em Minas Gerais, onde foi encontrado em 1921.  É feito de ferro, pesado, pesa mais de 22 kg e certamente chegou na Terra a uma velocidade media de 100 mil quilômetros por hora.

Esse meteorito, como quase todos os outros meteoritos, deve ter a idade da formação do sistema solar: mais de 4 bilhões de anos. Os meteoritos são comuns na Terra, mas os asteroides, não. Os meteoritos são pequenos, e os asteroides são grandes. O asteroide que passou nesta sexta-feira (15) perto de nós tinha o tamanho de um campo de futebol.

“Em termos astronômicos, raspou na Terra. Agora, em termos de risco para nós, passou muito longe. Um impacto de um astro em uma velocidade dessa, mesmo que tivesse a consistência de um pudim, poderia destruir uma cidade inteira”, afirma João Paulo Delicato, diretor dos planetários de São Paulo.

O cinema já viajou na ideia de uma turma de heróis sair da Terra para enfrentar a ameaça de um asteroide que caminhava na nossa direção. Por incrível que pareça, isso, um dia, pode acontecer.

(Jornal da Globo)

Anúncios