camila

O corpo da modelo Camila Bezerra, de 22 anos, será sepultado hoje, no Cemitério Jardim Metropolitano, após missa celebrada às 9h. O velório começou às 18h30 de ontem. A jovem foi encontrada morta no apartamento onde morava em Guangzhou Shi, na China, há quatro meses. Ela teria caído da janela do 14º andar.

Após 45 dias de espera dos familiares, o corpo chegou a Fortaleza na noite da última quinta-feira (14) e foi liberado ontem, por volta das 13h30, depois de uma necropsia na sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). O governo do Estado arcou com as despesas de traslado, que somaram R$ 55.216.

O laudo da Pefoce deve sair em até dez dias. O diretor do órgão, Maximiano Leite, adiantou, no entanto, que o corpo está com algumas fraturas internas, no crânio, tronco e membros. “Está normal, sem nenhuma fratura exposta ou coisa assim”, informou o perito.

Segundo Leite, não foi feito nenhum exame de necropsia na China. “Todos os exames estão sendo feitos aqui. Na China, o corpo foi apenas embalsamado”, acrescentou.

O exame cadavérico foi realizado após um mandado judicial, atendendo a um pedido da mãe da modelo, Goreth Bezerra. De acordo com a Pefoce, o resultado será entregue ao juiz que expediu o mandado.

Mistério

A morte de Camila ainda não foi esclarecida. Ela foi encontrada morta na manhã do dia 1º de janeiro de 2013 por uma das três brasileiras que moravam com ela na China.

De acordo com as amigas, a modelo chegou de uma festa e entrou no banheiro e não saiu mais. Uma das hipóteses afirma que Camila teria se jogado, o que os familiares e amigos negam.

A jovem já havia passado outras temporadas na Ásia trabalhando como modelo. A família de Camila enfrentou dificuldades para trazê-la de volta ao País devido à burocracia e aos altos custos do traslado. 

(Diário do Nordeste)

Anúncios