kiss

Morreu na tarde desta terça-feira (5) a 238ª vítima do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, informou a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul. O jovem de 20 anos estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. A família pediu que o nome do rapaz não seja divulgado. A tragédia ocorreu na madrugada do dia 27 de janeiro.

Com relação aos feridos, 81 pessoas ainda seguem internadas em Porto Alegre, Santa Maria, Canoas e Caxias do Sul. Segundo a Secretaria da Saúde, onze pacientes tiveram alta nas últimas 24 horas, a maioria nos hospitais da cidade onde aconteceu a tragédia. Dos internados, 22 permanecem em ventilação mecânica.

Entenda

O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul, deixou 238 mortos na madrugada do último domingo (27). O fogo teve início durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que fez uso de artefatos pirotécnicos no palco. De acordo com relatos de sobreviventes e testemunhas, e das informações divulgadas até o momento por investigadores:

– O vocalista segurou um artefato pirotécnico aceso.
– Era comum a utilização de fogos pelo grupo.
– A banda comprou um sinalizador proibido.
– O extintor de incêndio não funcionou.
– Havia mais público do que a capacidade.
– A boate tinha apenas um acesso para a rua.
– O alvará fornecido pelos Bombeiros estava vencido.
– Mais de 180 corpos foram retirados dos banheiros.
– 90% das vítimas fatais tiveram asfixia mecânica.
– Equipamentos de gravação estavam no conserto.

(G1 RS)