O incêndio na boate Kiss em Santa Maria já provocou o cancelamento das festividades de Carnaval em 22 municípios no Rio Grande do Sul até o momento. Só na Região Central, onde ocorreu a tragédia que vitimou mais de 230 pessoas na madrugada de domingo (27), prefeituras de 17 cidades já anunciaram que em 2013 o carnaval não ocorrerá.

Ainda na Região Central, duas cidades não definiram se adiam ou não as festas. Em Rosário do Sul, a definição só ocorrerá após o retorno do prefeito, que está em Brasília. O município de São Francisco de Assis também não anunciou uma definição. Em São Gabriel, as festas foram adiadas e ocorrerão entre os dias 22 e 24 de fevereiro.

Em Pelotas, no Sul do estado, a definição da corte para o Carnaval de 2013, que ocorreria na noite desta quarta-feira (30), foi adiada devido à tragédia, mas ainda não tem data definida para ocorrer. A festa de carnaval está confirmada.

Veja as cidades que já cancelaram o carnaval
– Santa Maria
– Jaguari
– Agudo
– Dona Francisca
– Faxinal do Soturno
– São João do Polêsine
– Nova Palma
– Ivorá
– Formigueiro
– Santiago
– São Martinho da Serra
– São Sepé
– Silveira Martins
– Santa Margarida do Sul
– Toropi
– Pinhal Grande
– Restinga Seca
– Cerro Largo
– Santa Bárbara do Sul
– Tupanciretã
– Pejuçara
– Cachoeira do Sul

O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul, deixou 235 mortos na madrugada do último domingo (27). O fogo teve início durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que fez uso de artefatos pirotécnicos no palco. De acordo com relatos de sobreviventes e testemunhas, e das informações divulgadas até o momento por investigadores, é possível afirmar que:

– O vocalista da banda Gurizada Fandangueira segurou um artefato pirotécnico aceso.
– Era comum a utilização de fogos no palco durante apresentações do grupo musical.
– A banda comprou um modelo de sinalizador proibido para ambientes fechados.
– Pelo menos um extintor de incêndio não funcionou ao ser manipulado pelo segurança.
– Havia mais público do que a capacidade de 691 lugares apontada pelos Bombeiros.
– A boate tinha apenas um acesso, para entrada e saída, sem saídas de emergência.
– O alvará fornecido pelos Bombeiros estava vencido desde 10 de agosto de 2012.
– Mais de 180 corpos de frequentadores foram retirados dos banheiros da casa noturna.
– Cerca de 90% das vítimas fatais tiveram como causa da morte asfixia mecânica.
– Os equipamentos de gravação de imagens estavam em uma empresa de manutenção.

(G1 RS)

Anúncios