ccv

Os empregados da Caixa Econômica Federal que querem discutir pendências trabalhistas têm a oportunidade de buscar acordos nas reuniões da Comissão de Conciliação Voluntária (CCV) antes até mesmo de levar o caso para a Justiça.

A CCV foi retomada no último dia 23 de janeiro e funciona como um fórum que reúne Sindicato, empregado e representante da empresa para discutir e buscar soluções para as pendências, que devem ser somente sobre 7ª e 8ª horas para empregados da ativa  ocupantes de cargos em comissão de natureza técnica e também auxílio-alimentação de aposentados.

O objetivo é resolver com brevidade questões que poderiam ficar por muito tempo aguardando desfecho judicial. No entanto, caso o trabalhador não aceite o acordo proposto nas reuniões da CCV, tem até dois anos para ingressar com ação na Justiça, no caso dos aposentados, e até cinco anos para os demais.

Entre maio e dezembro deste ano, 186 empregados da Caixa protocolaram pedidos de instauração da Comissão de Conciliação Voluntária junto ao Sindicato, referentes às 7ª e 8ª horas extras e Auxílio Alimentação. Das demandas apresentadas nesse período, 148 resultaram em acordo. O valor conciliado somou exatamente R$ 5.189.580,08.

“A CCV é uma forma de repor aos companheiros da Caixa direitos subtraídos na 7ª e na 8ª horas, que estão sendo pagos através dessa iniciativa do Sindicato dos Bancários do Ceará que busca sempre atender a demanda da categoria. Podemos perceber claramente nas pessoas que já participaram desse processo que grande parte está saindo satisfeita com a negociação feita”, avalia o diretor do Sindicato e empregado da Caixa, Marcos Saraiva.

Os empregados podem agendar a data do atendimento através do telefone (85) 3252 4266, falar com o funcionário do Sindicato, Erismar Carvalho.

(Sindicato dos Bancários do Ceará)

Anúncios