kiss

247 – O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, disse na tarde deste domingo 27 que até quarta-feira será concluído o inquérito sobre as causas do incêndio que matou 248 pessoas e deixou 137 feridos na boate Kiss, em Santa Maria, região central do Estado. Em entrevista coletiva no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, Tarso exigiu agilidade e informou que hoje mesmo as primeiras testemunhas serão ouvidas.

“Queremos que se faça um inquérito policial profundo, incisivo e rápido com provas científicas e técnicas preservadas de maneira eficiente para que tenhamos uma apuração das causas reais e concretas que resultaram nessa tragédia. A partir disso as autoridades apontarão responsabilidades”, disse.

O incêndio começou de madrugada, por volta das 2 horas e, segundo as primeiras informações foi causado por um show pirotécnico de uma banda de música que se apresentava no local. O Corpo de Bombeiros informou que o clube noturno estava com o alvará de funcionamento vencido desde agosto.

“Hoje será ouvido o dono da boate. Para se eximir da responsabilidade terá que apresentar todos os documentos da boate para funcionamento legal. Tem que se apresentar de maneira isenta, sensata e profunda”, alertou Tarso. “Até quarta-feira teremos algo concreto sobre a apuração deste caso. Podemos dar uma demonstração que o Estado é eficiente em apurar causas e dar apoio aos familiares”, afirmou.

O governador também prometeu cortar na própria carne, apurando responsabilidades também no setor público pela falta de documentos em dia da boate: “É natural que haja uma cobrança da sociedade. É por isso que temos que apurar as causas para ver se alguém, não só do poder público, mas dos responsáveis pelos equipamentos. Mas falar em culpa de alguém é uma falta de respeito ao trabalho que está sendo feito por todos”, finalizou.

O governador decretou luto oficial de sete dias em memória das vítimas do incêndio. “É uma tragédia brutal que está acontecendo em Santa Maria, é brutal para o País e para o Estado. Nós estamos empenhados desde a madrugada em dar todo apoio necessário para que tenhamos um levantamento rápido das provas e fazer um inquérito policial de alto nível, esclarecendo as causas que determinaram esta tragédia”, disse.

Todos os serviços do estado estão articulados com a Presidência da República, Exército, Aeronáutica, Polícia Federal, Defesa Civil e Instituto Geral de Perícia, que está dando suporte para o levantamento de provas do inquérito policial. “Este é o momento de nós compartilharmos a dor, e com o nosso trabalho demonstrar toda a nossa solidariedade às famílias e ao povo de Santa Maria, e ao nosso estado, inclusive. É um momento muito duro para todos nós e temos que ter competência para trabalhar bem e dar uma resposta à altura deste acontecimento”, disse o governador.

(Brasil 247)

 

Anúncios