kiss

A Boate Kiss, palco da trágédia que deixou 233 pessoas mortas no incêndio que ocorreu na madrugada de domingo, está no nome de duas mulheres, que segundo a Polícia Civil, seriam parentes dos donos do negócio, o empresário Elissandro Callegaro Sphor e seu sócio Mauro Hoffman. O delegado Sandro Meinerz afirmou que elas também podem ser responsabilizadas pelo incidente. “Todas as pessoas que tem relação com isso serão responsabilizadas. Mesmo que só tenham emprestado o nome”, disse Meinerz

Além dos dos proprietários da Boate, outras duas pessoas, integrantes da banda Gurizada Fandangueira, também tiveram o pedido de prisão decretada pelo juiz de Direito plantonista no Foro de Santa Maria, Régis Adil Bertolini. Sphor foi preso na manhã desta segunda-feira sob custódia em um hospital de Cruz Alta, onde se encontra internado. Os músicos, o vocalista Marcelo de Jesus dos Santos e o produtor Luciano Augusto Bonilha Leão, foram detidos na cidade de Mata, distante 80 quilômetros de Santa Maria. Hoffman se apresentou à polícia na Delegacia Regional na tarde desta segunda-feira. De acordo com a Justiça, a medida atende pedido da autoridade policial para que não haja interferência nas investigações. 

(Jornal do Brasil Online)