emprego2

As primeiras semanas de janeiro foram de muita movimentação nos postos do Sine-IDT em Fortaleza.  Em janeiro são disponibilizadas cerca de sete mil vagas, mas parte delas não vai ser preenchida

O movimento do Sine-IDT cresceu entre 7% e 10% neste início de mês. A maioria das pessoas vem para fazer o cadastro. Recém chegado de São Paulo, Edivar Júnior busca uma vaga na área de publicidade. “Já trabalhei em algumas agências em São Paulo e acredito que meu histórico vai fazer com que eu tenha com uma possibilidade de pegar uma vaga logo”, afirmou.

De acordo com o Sine-IDT, o início do ano são os melhores períodos para procurar emprego. No entanto, o Sine estima que das 7 mil vagas, 5 mil serão preenchidas. “Nem sempre o perfil do trabalhador encaixa com o perfil daquela vaga. Às vezes a expectativa do trabalhador é muito alta em relação ao salário oferecido. Acontece também que a qualificação é muito baixo em relação ao que a empresa está exigindo, entre outras coisa”, afirma o gerente do Sine-IDT, Jidlafe Rodrigues.

Preparação para vaga desejada
Outra recomendação de Rodrigues é que o interessado deve se preparar para concorrer a vaga desejada. “O segredo é focar na vaga desejada. O que acontece frequentemente é que o trabalhador chega e informa que aceita qualquer vaga. Esta vaga não existe. É necessário que a pessoa se prepare, faça cursos, treinamentos para que foque em apenas uma vaga específica. Isso será decisivo para ele não só ganhar a vaga como se manter no emprego.

O setor mais aquecido é o setor de serviços. Destaque para o setor de telemarketing, garçom e cozinheiro. Quem quiser pode fazer um cadastro que pode ser renovado a cada seis meses. Os documentos necessários são: identidade, CPF, carteira de trabalho e currículo. As vagas são ofertadas inclusive para deficientes físicos. Só na quarta-feira (16) foram abertas mais 150 para esse público com ou sem experiência.

(G1 Ceará)

Anúncios