A indústria de shopping centers conta hoje com 161 estabelecimentos espalhados pelo Norte e Nordeste do País. Desse total, o Ceará é o segundo Estado entre as duas regiões com maior número de unidades, são 24 shoppings funcionando no seu território contra 47 na Bahia, primeiro lugar, segundo o último censo da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop).

shopping

De acordo com a Alshop, o segmento cresce junto com a população consumidora. “Ao mesmo tempo vemos grandes grupos se expandindo, buscando empreendimentos em várias cidades, não necessariamente nos grandes centros, o que justifica o crescimento em cidades do Interior também”, avalia.

Regiões

Com 435 unidades em operação, 52,54% do total existente no País, o Sudeste ainda é a região com maior número de shoppings centers – 435 ao todo. Em segundo vem a região Sul (163 unidades ou 19,69%), Nordeste (137 ou 16,55%), Centro-Oeste (69 ou 8,33%) e Norte (24 shoppings ou 2,90% do total).

Crescimento

Ainda conforme a entidade durante o ano passado, entraram em operação 33 novos shoppings no Brasil, o que totalizaria 838 estabelecimentos do tipo, resultando em um crescimento de 4,5% sobre a base de 2011. “Mas em razão do encerramento das atividades de alguns shoppings a posição final foi de 828, conforme o censo, representando assim uma variação de 3,24% em relação ao ano anterior”, expõe a entidade.

Em obras

Ao fim de 2012, em levantamento realizado pelo Ibope e a Alshop, verificou-se 157 shoppings em construção no País. O Nordeste concentra 30 deles, ou seja, mais de 19% do País, representando R$ 8 bilhões investidos. Só em Fortaleza, são mais três sendo edificados (um no Papicu e dois na Parangaba).

Segundo a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, paralelamente, muitos dos atuais shoppings também realizam expansões acrescentando mais lojas aos estabelecimentos.

Iguatemi Fortaleza

É o caso do Iguatemi na Capital cearense. Anunciada desde o ano passado, a sua sexta expansão teve as obras iniciadas na primeira semana de janeiro deste ano. Desde então, tapumes isolam boa parte do estacionamento frontal do local, que dava acesso às lojas Riachuelo e C&A. Por lá, serão construídos dois pavimentos com novas lojas (cerca de 180), restaurantes, um novo edifício garagem com seis andares e 2.500 vagas, além de uma academia.

De acordo com o gerente geral do Iguatemi, Luiz Carlos Queiroz, a obra está na fase de fixação das fundações. “É uma intervenção de grandes dimensões com o shopping em funcionamento. Serão 32 mil novos metros quadrados de ABL (área bruta locável) e temos o prazo de entrega estabelecido para o segundo semestre de 2014. Estamos trabalhando para minimizar os transtornos da obra para os clientes e para os lojistas. Ao fim de tudo, o Iguatemi estará ainda mais confortável e mais moderno”, afirma.

A nova expansão do Iguatemi terá investimento de R$ 300 milhões e a obra já está com todas as licenças obtidas. Quando a sexta etapa for entregue, o shopping terá um total de 94 mil m² de ABL, seis mil vagas de estacionamento e 480 lojas, figurando entre os maiores do País.

(ANCHIETA DANTAS JR. – Diário do Nordeste Online)