Reprodução/FacebookNoiara Bonatto, em foto em rede social
Reprodução/Facebook
Noiara Bonatto, em foto em rede social

Uma turista brasileira foi baleada em um assalto, na manhã deste sábado (12), na Ponte da Amizade, na fronteira com o Paraguai. Ela morreu no hospital.

Noiara de Souza, de 27 anos, e o marido atravessavam a fronteira para fazer comprar no Paraguai. Eram 6h. O assalto foi na Ponte da Amizade, já do lado paraguaio da fronteira. De acordo com testemunhas, o ladrão passou correndo pela turista gaúcha e pelo marido dela, virou e atirou. Só depois ele teria anunciado o assalto.

A jovem foi baleada na região do abdômen. Os estilhaços ainda atingiram outra turista. Quem socorreu Noiara foi um grupo, também do Rio Grande do Sul, que vinha logo atrás.

“Ele atirou covardemente e veio contra nós, pedindo dinheiro. Levou todo nosso dinheiro. Tinha R$ 4 mil e tudo se foi. Ele ainda mandou a gente se jogar no chão”, descreve uma testemunha.

O ladrão pulou a grade da passarela de pedestres e fugiu em direção ao Brasil em uma moto de placa paraguaia. As vítimas prestaram depoimento à Polícia Civil do Brasil, mas o caso será investigado pela polícia paraguaia, porque o crime foi no país vizinho.

“A Polícia Civil ou outras polícias não dispõem de um banco de dados de placas de outros países. Isso dificulta demais a investigação, porque não temos como consultar quem é o proprietário desta motocicleta”, diz o delegado Getúlio Vargas.

Noiara de Souza passou por uma cirurgia que durou duas horas e foi encaminhada à UTI. O tiro atingiu artérias, a bexiga e o intestino. Ela teve hemorragia e não resistiu.

(Jornal Nacional)