Maurine Kipchumba vence a Corrida de São Silvestre2012 (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)
Maurine Kipchumba vence a Corrida de São Silvestre
2012 (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Vencedora da Volta da Pampulha deste ano e soberana desde o quilômetro 10 nesta segunda-feira, a queniana Maurine Kipchumba, de 24 anos, foi a grande campeã da 88ª Corrida Internacional de São Silvestre, com o tempo de 51m42s. A atleta do Cruzeiro garantiu o quarto título seguido do Quênia entre as mulheres e o 10º do país na tradicional prova do dia 31 de dezembro.

– Estou muito feliz. O clima foi maravilhoso, o percurso era muito bom. Eu não esperava vencer, mas entrei na prova muito tranquila e consegui ir bem – afirmou a campeã.

A brasileira mais bem colocada foi Tatiele Carvalho, que terminou a prova na sexta colocação.

– No ano passado terminei em 18º lugar. Agora, fui a melhor brasileira. Estou acostumada a correr longas distâncias em treinamentos, mas, em competições, não gosto muito. Mas vou aprender porque é gostoso ser a melhor brasileira e deve ser maravilhoso vencer essa prova – disse Tatiele.

A prova feminina

Com largada pontualmente às 8h40m e temperatura de 21ºC, as brasileiras Roselaine Silva, Marily dos Santos, Marluce Borges e Tatiele Carvalho, assim como a queniana Nancy Kipron, a etíope Fekede Negede e a tanzaniana Jackline Sakilu comandaram o primeiro pelotão na Avenida Paulista.

No terceiro quilômetro, Marily dos Santos tomou a dianteira, mas foi logo ultrapassada pelas africanas. No quilômetro 7, a única representante do Brasil que conseguia acompanhar as africanas era Tatiele Carvalho.

No quilômetro 9, a queniana Maurine Kipchumba, campeã da Volta da Pampulha 2012, e a tanzaniana Jackline Sakilu abriram vantagem para o primeiro pelotão. No último terço da prova (10km), com passadas largas, Maurine passou a despontar e não saiu mais da liderança isolada até a vitória.

A tanzaniana Jackline Sakilu garantiu o segundo lugar da prova. A também queniana Rumokol Chepkanan, que venceu a Maratona de São Paulo e foi quinta colocada na São Silvestre do ano passado, ficou em terceiro. Tatiele Carvalho cruzou a linha de chegada em sexto lugar, e foi a brasileira mais bem colocada na prova.

A competição feminina foi disputada por duas campeãs em São Silvestre: as brasileiras Maria Zeferina Baldaya (2001) e Lucélia Peres (2006). Desde 2006, há um longo jejum que incomoda as brasileiras, já que a prova foi dominada pelas africanas desde então.

Agora, o Quênia tem 10 vitórias na prova feminina da São Silvestre contra sete de Portugal e cinco do Brasil.

Confira o pódio da São Silvestre feminina:
1º Maurine Kipchumba (Quênia) – 51m42s
2º Jackline Juma Sakilu (Tanzânia) – 52m11s
3º Rumokol Chepkanan (Quênia) – 52m50s
4º Fekede Negede (Etiópia) – 53m36s
5º Anastazia Ghamaa (Tanzânia) – 53m42s

Veja também as mulheres que ganharam a corrida nos últimos 20 anos:
1992 – Maria Del Carmen Diaz (México)
1993 – Hellen Kimayio (Quênia)
1994 – Derartu Tulu (Etiópia)
1995 – Carmem Oliveira (Brasil)
1996 – Roseli Machado (Brasil)
1997 – Martha Thenório (Equador)
1998 – Olivera Jevtic (Iugoslávia)
1999 – Lydia Cheromei (Quênia)
2000 – Lydia Cheromei (Quênia)
2001 – Maria Zeferina Baldaia (Brasil)
2002 – Marizete de Paula Rezende (Brasil)
2003 – Margaret Okayo (Quênia)
2004 – Lydia Cheromei (Quênia)
2005 – Olivera Jevtic (Sérvia e Montenegro)
2006 – Lucélia Peres (Brasil)
2007 – Alice Timbilili (Quênia)
2008 – Yimer Wude Ayalew (Etiópia)
2009 – Pasalia Kipcoech Chepkorir (Quênia)
2010 – Alice Timbilili (Quênia)
2011 – Priscah Jeptoo (Quênia)
2012 – Maurine Kipchumba (Quênia)

(Portal Globo Esporte)

Anúncios