cigano

Após levar uma surra de Cain Velásquez e perder o cinturão do UFC , Junior Cigano foi direto para o hospital. Por causa dos ferimentos, principalmente no rosto, o peso pesado brasileiro não participou da coletiva de imprensa do UFC 155, no MGM Grand Arena, em Las Vegas.

“Ele parecia mal logo após a luta e, depois de duas horas, você começa a parecer pior ainda. Vai demorar até ele voltar a treinar. Cain realmente machucou e dominou o Cigano. A luta poderia ter sido parada do segundo round”, comentou Dana White.

Surpreso com a superioridade de Cain Velásquez, o presidente do UFC fez questão de exaltar o espírito guerreiro de Junior Cigano. Mesmo perdendo os cinco rounds e sendo castigado com duros golpes do adversário, o brasileiro não foi nocauteado.

“Fiquei sabendo que ele quebrou o maxilar durante o segundo round. O Junior levou muitos socos. Ele é um dos caras mais durões que já vi e se manteve na luta mesmo assim. É um guerreiro”, disse Dana White.

No entanto, ao contrário do que disse Dana durante a coletiva, os médicos que examinaram Cigano não constataram nenhuma lesão grave no brasileiro. De qualquer forma, por causa da surra, o brasileiro deve ficar alguns meses de molho.

(Esportes IG)

Anúncios