Foto: Diego Valdevino / Agência O Dia
Foto: Diego Valdevino / Agência O Dia

O integrante do Grupo AfroReggae, Rafael Gonçalves Victorio, 29 anos, foi assassinado, na noite dssta sexta-feira, quando chegava em sua casa, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. A informação é da Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro. 

A delegacia também informou que foi realizada perícia no local e o corpo de Rafael foi necropsiado. “Por enquanto não há mais detalhes a serem divulgados, para não atrapalharem as investigações”, afirmou a polícia por meio de nota.
 
O grupo AfroReggae ainda não havia se manifestado até as 15h30 deste sábado. Victorio trabalhava no setor de empregabilidade da ONG. Na última quarta-feira, ele participou em Brasília de uma palestra do projeto “Comandos”, que reúne ex-integrantes de grupos armados do Rio. No site do AfroReggae, Victorio é descrito como ex-integrante da facção criminosa ADA. 
 
Em depoimento reproduzido na página da ONG, ele afirmou que “viveu” 11 anos no tráfico de drogas na Vila Vintém, comunidade da zona oeste do Rio. “Eu tinha armas para defender minha comunidade”, disse Victorio, segundo o site, em palestra do projeto “Comandos” no morro do Cantagalo, em julho.
(Diário de Pernambuco)