Será aberta  nesta quinta-feira (8), no Centro de Eventos, em Fortaleza, a 10ª edição da Bienal Internacional do Livro do Ceará. Na edição dste ano, a Bienal do Livro vai homenagear o movimento literário “Padaria Espiritual” – promovido por um grupo de escritores, pintores e músicos no final do século XIX.

Na abertura do evento haverá show da cantora Gal Costa. Outra novidade é a participação, pela primeira vez, de um Prêmio Nobel de Literatura, o escritor e dramaturgo nigeriano Wole Soyinka, vencedor do Prêmio em 1986. A Bienal Internacional do Livro do Ceará ficará aberta até o dia 18 de novembro.

Com o tema “Padaria Espiritual – O Pão do Espírito para o Mundo”, a Bienal do Livro vai lembrar os 120 anos do movimento. Outros nomes que vão receber homenagens durante o evento: o poeta, ficcionista e ensaísta cearense Rafael Sânzio de Azevedo, membro da Academia Cearense de Letras, onde ocupa a cadeira número 1; e o potiguar José Cortez, ex-lavrador, que saiu do sertão e, através da literatura, se tornou um dos principais editores do Brasil, tendo fundado a Editora Cortez.

Entre as presenças confirmadas estão a escritora norte-americana Kim Edwards, Thalita Rebouças, Márcia Tiburi, Benjamin Abdala, Ana Miranda, Ignácio de Loyola Brandão, Luiz Tati, Benjamin Abdala, Cristina Pretti, além dos escritores cearenses Lira Neto, Ricardo Kelmer e Ângela Escudeiro.

Nos eventos que ocorrem paralelmente à bienal – como o Encontro de Lusófonos -, estão nomes de Eduardo Quive (Moçambique), Filinto Elísio (Cabo Verde), Conceição Lima (São Tomé e Príncipe), Odete Semedo (Guiné-Bissau), Ana Nascimento, Zilda e Dramistas, Sebastião Chicute, Ari Bandeira e Alan Mendonça. O II Encontro de Ilustradores reunirá Rosana Urbes, Nathália Forte, Diego Akel, Ramon Cavalcante e Baião Ilustrado e coletivo Base.

A 10ª edição da Bienal do Livro também levará ao Centro de Eventos, como parte da programação que contempla as interfaces literárias, cineclubes que reunirão pesquisadores cearenses como Maria Inês Pinheiro Cardozo, Maria Helena Cardoso, Fernanda Coutinho, Carlos Eduardo Bezerra, Paulo Andrade e Cleudene Aragão.

Datas como os 90 anos da Semana de Arte Moderna e os centenários de Luiz Gonzaga e dos escritores Jorge Amado e Nelson Rodrigues também serão lembradas no evento. Na programação da Bienal do Ceará, estão previstas, de acordo com a organização, mais de 500 atividades entre palestras, mesas-redondas, lançamentos de livros, exposições, shows líteromusicais, cineclubes, colóquios, convenções e debates.

Serviço
10ª Bienal Internacional do Livro do Ceará
De 8 a 18 de novembro de 2012
Local: Centro de Eventos do Ceará – Fortaleza (CE)
Horário de Visitação: das 9 horas às 22 horas
Entrada gratuita

(G1 Ceará)

Anúncios