247 – Em reportagem publicada nesta fim de semana, intitulada “A velha renovação”, a revista Veja admite o sucesso eleitoral do Partido dos Trabalhadores e aponta o PT como a única legenda que “cresce sem parar desde a sua criação”.

O sucesso eleitoral seria fruto da aposta na renovação, com quadros como Fernando Haddad, cuja vitória em São Paulo já é praticamente certa, segundo a revista, e Alexandre Padilha e Lindbergh Farias, que estariam sendo preparados para futuras disputas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Enquanto isso, o PSDB, partido com o qual a Editora Abril tem se alinhado nos últimos anos por razões ideológicas e econômicas, insistiria na repetição. Segundo a reportagem, há um desgaste com José Serra, que concorre pela “quinta vez neste século”.

Assinada por Otávio Cabral, a análise de Veja, no entanto, não atribui o sucesso do PT apenas à busca de quadros novos. Diz ele que o partido hoje se sustenta “mais por seus vícios do que por suas virtudes”. Entre esses vícios, ele aponta o “centralismo leninista” e o aparelhamento do Estado.

Em relação ao PSDB, há certo desalento e a revista afirma que “não há nomes no horizonte para carregar a bandeira dos tucanos, com exceções como o senador mineiro Aécio Neves”.

(Brasil 247)

Anúncios