No O POVO de hoje, matéria escrita por mim e pela repórter Ranne Almeida, mostra como foi a divisão do voto em Fortaleza.

Grosso modo, a cidade divide-se em duas. De um lado, Elmano de Freitas teve maioria, com Roberto Cláudio bem atrás (28% para Elmano, 22% para Roberto e 18% para Heitor).

Na outra área da cidade, Heitor Férrer venceu a disputa, disputando de forma bem próxima com Roberto Cláudio, ao passo que Elmano de Freitas ficaria fora do segundo turno (25,8 para Heitor, 25,1% para Roberto e 21,2% para Elmano).

O que isso significa?

1) A grande força de Elmano está nos bairros mais pobres. Mas se quiser vencer o segundo turno, ele precisará disputar regiões em que o PT já se saiu bem anteriormente. (Vou detalhar este ponto em um post específico mais tarde).

2) Heitor mostrou muita força no “miolo” da cidade. É uma área em que os partidos de esquerda (PT e PCdoB, principalmente) tinham muita força em Fortaleza. E foi justamente nesta área em que Elmano teve seu pior desempenho. (esse é outro ponto que merece uma análise específica mais tarde).

3) Roberto Cláudio foi para o segundo turno porque conseguiu um desempenho mais constante do que Heitor nas várias zonas da cidade. Os votos do candidato do PDT estavam concentrados na área Leste. Na Zona Oeste, no entanto, ele teve apenas 18% dos votos. Lá Roberto Cláudio colocou 34 mil votos de vantagem sobre Heitor. E a diferença entre os dois, no geral, foi de apenas 32 mil.  Em resumo: do ponto de vista da geografia do voto, Heitor perdeu porque não conseguiu entrar o suficiente nas áreas mais pobres da cidade.

O mapa agregado por zona segue abaixo:

Veja como foi a votação dos candidatos a Prefeitura de Fortaleza por zona eleitoral

 

Ainda no O POVO, uma segunda matéria mostra o detalhamento destes números, apresentando o resultado por bairro. É um outro olhar sobre o mapa de Fortaleza. Quando se analisa somente as zonas, o que se vê são as tendências gerais da disputa por voto.

Quando se analisa bairro a bairro, a gente começa a perceber aquelas áreas que são exceção à regra. Por exemplo: Roberto Cláudio venceu na Granja Lisboa, Canindezinho e Bom Jardim na área oeste da cidade, vencendo o cerco petista na área. Ao se abrir e analisar os dados, descobre-se que, nos dois primeiros, foi uma vitória apertada, mas ainda assim uma vitória (a situação do Bom Jardim é diferente: lá RC colocou quase 600 votos sobre Elmano).

Já Elmano avançou sobre áreas de Roberto Cláudio, na 2ª Zona, como Messejana e Lagoa Redonda.

A seguir, o mapa detalhado.

 

Veja como foi a votação de cada candidato nos bairros de Fortaleza

 

Aproveito para publicar, logo abaixo, o mapa com o nome dos bairros da Capital. Repare que as zonas eleitorais não seguem exatamente a mesma divisão por bairro oficial que a Prefeitura adota.

Todos os mapas são da grande infografista Luciana Pimenta. Divirtam-se.

 

 (Por Erick Guimarães, O Povo Online)