O comitê de Celso Russomanno (PRB) já tem esboçado o argumento que pretende usar para atrair Fernando Haddad (PT) e Gabriel Chalita (PMDB) para seu lado caso enfrente José Serra (PSDB) no segundo turno na eleição paulistana.

A coisa é meio na linha do que Haddad repete exaustivamente ao ser questionado sobre o apoio do ex-prefeito Paulo Maluf (PP), ou seja, todos os partidos da base do governo Dilma são bem vindos.

Logo, os apoiadores de Russomanno pretendem usar esse mesmo discurso com PMDB e PT: se todos estão do mesmo lado no âmbito federal e são da base do governo Dilma por que não estar juntos contra a oposição também em São Paulo?

(Poder Online, Portal IG)

Anúncios