Com o início da greve dos bancários nesta terça-feira (18), a população terá que ter “jogo de cintura” para assegurar o dinheiro e pagar as contas. O atendimento direto com os bancários em qualquer agência de Fortaleza será suspenso.

De acordo com o presidente dos Sindicato dos Bancários do Ceará (SEEB/CE), Carlos Eduardo Bezerra, quem determina o que deve funcionar são os bancos. Mesmo assim, serviços como atendimento no caixa, aplicações e criação de contas não acontecerão durante a greve. Além disso, bancários de todas as agências de Fortaleza entram em greve.

“O único serviço que não será suspenso é a compensação de cheque (setor que processa o cheque de todos os bancos), o transporte de valores. Nele não há necessidade de atendimento, contato direto com o cliente”, esclarece.

Ainda segundo o SEEB/CE, em algumas agências nem o caixa eletrônico funcionará. Além disso, o abastecimento dos caixas eletrônicos também fica comprometido por causa da greve.

Reivindicações

A categoria aderiu ao movimento grevista nacional para pedir um reajuste salarial de 10,25 %, dentre as principais reivindicações. Além disso, também quer a implantação de um piso salarial de R$ 2.416,38, a elevação para R$ 622 os valores do auxílio-refeição, do auxílio-creche/babá, da cesta-alimentação e da 13ª cesta-alimentação, além da criação do 13º auxílio-refeição.

(JANGADEIRO ONLINE)