O banco Cruzeiro do Sul, liquidado nesta sexta-feira pelo Banco Central, tinha 36.829.923 ações preferenciais (CZRS4) em negociação na Bovespa, que passam a ter valor igual a zero. Ontem esses papéis fecharam cotados em R$ 2,49 na bolsa de valores brasileira, o que resulta em uma soma de R$ 91,7 milhões.

Deste total, 38,73%, ou cerca de R$ 35,5 milhões, está nas mãos de acionistas com participação menor que 5% no total das ações do banco, segundo dados da BM&FBovespa atualizados em 28 de junho deste ano. Outros 3,69% estavam são ações em Tesouraria, enquanto Guilherme de Alvares Otero Fernandes é a única pessoa física com participação relevante, de 8,14% dos papéis preferenciais.

Ainda segundo a BM&FBovespa, o Caieiras Fundo de Investimento Multimercado detém 24,29% das ações preferenciais do Cruzeiro do Sul, enquanto a gestora de recursos Capital Research And Management Company tem 18,36% dos papéis.

Na última quinta-feira, véspera da decisão do futuro do Cruzeiro do Sul – que desde 4 de junho vinha sendo administrado pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), após a descoberta de problemas contábeis  na instituição pelo Banco Central -, as ações da companhia subiram 24,5%.

O banco também tinha 99.897.555 ações ordinárias (CZRS3), que eram totalmente detidas pela Cruzeiro do Sul Holding Financeira. Com isso quando consideradas as duas categorias de papel, a holding tinha 73,06% de participação acionária na companhia. 

– Entenda como aconteceu a liquidação do banco Cruzeiro do Sul

Investidores podem tentar recuperar perdas

A negociação dos papéis preferenciais da companhia foi suspensa assim que foi decretada a liquidação da instituição, segundo a Bovespa. Agora, os acionistas da companhia podem tentar receber parte de seus recursos de volta durante o processo de liquidação do banco. No entanto, o advogado Antonio Mazzuco, especialista em falências de empresa, explica que os acionistas são os últimos na fila de prioridade para receber algum dinheiro em casos como este. Apenas se sobrar algum capital após o liquidante acertas as contas com diversas categorias de credores, funcionários.

(Ultimo segundo)

Anúncios