Pernambuco e Ceará são generosos com a presidente Dilma Rousseff. Ela recebe nos dois estados mais de 85 por cento de aprovação no seu governo. Nas urnas para se eleger recebeu o mesmo percentual de votos. Dilma, como presidente da República, não gostou da forma como a presidente da Petrobras tratou os dois estados ao afirmar que as refinarias estavam fora dos planos da empresa. Dilma fez o conserto. Comunicou aos governadores Cid Gomes e Eduardo Campos que os dois estados vão receber as refinarias. No caso do Maranhão, Dilma Rousseff foi mais pragmática, mandou a senhora Graça Foster à terra de Sarney anunciar a refinaria no local da obra.

(Roberto Moreira, Diário do Nordeste Online)