Um dos acusados da morte do radialista Nicanor Linhares, que foi condenado na semana passada a 21 anos de reclusão, foi encontrado morto, hoje, dentro da unidade penitenciária onde estava. Nilson Osterne Maia estava na penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba, região metropolitana de Fortaleza.

De acordo com a Secretaria de Justiça, o corpo do preso foi encontrado num banheiro coletivo. A direção da unidade solicitou a presença dos órgãos de segurança pública para que seja instaurado o inquérito e perícia para apurar a causa da morte.

O julgamento de Nilson Osterne aconteceu na semana passada. Inicialmente ele cumpriria a pena em regime fechado. Os jurados acataram a tese da acusação de homicídio duplamente qualificado, roubo duplamente qualificado e formação de quadrilha.

O crime aconteceu no dia 30 de junho de 2003, dentro da rádio Vale do Jaguaribe, de propriedade da vítima. Nicanor Linhares tentava consertar um equipamento, quando dois homens, usando capacetes, invadiram o local e efetuaram vários disparos. O radialista foi atingido por dez tiros e teve morte imediata. O motivo do crime, de acordo com o ministério público, seria rivalidade política.

Outros três acusados do crime já tinham sido condenados: Francisco Lindenor de Jesus Moura Júnior, Cássio Santana de Sousa e Francisco José de Oliveira Maia. Francisco Edésio de Almeida foi absolvido pelo conselho de sentença.

(Via Roberto Moreira, Diário do Nordeste Online)