O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Sebastião Reis, revogou a decisão do Desembargador Darival Beserra Primo que mantinha preso o prefeito de Ipu, Sávio Pontes (PMDB). O STJ também restituiu o cargo de prefeito a Pontes e revogou a indisponibilidade dos bens do peemedebista.

Sávio é acusado pelo Ministério Público Estadual de integrar um esquema de desvio de cerca de R$ 3 milhões em projetos de construção de kits sanitários. É o chamado “Escândalo dos Banheiros”. A decisão do STJ é extensiva aos outros sete envolvidos do município de Ipu, que tiveram a prisão deterninada pelo Tribunal de Justiça do Ceará.

(BLOG DO ELIOMAR)

Anúncios