Marcada para o dia 7 de agosto, às 10h21min, no Fórum Clóvis Beviláqua, a primeira audiência envolvendo o ex-governador Ciro Gomes e diretores da Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Ceará (Aspropec). A entidade resolveu processar Ciro por injúria, por conta de suas declarações dadas à Imprensa no dia 19 de janeiro deste ano, quando da entrega do Prêmio Contribuintes do Ano.

Ciro chamou os policiais e bombeiros militares que realizavam de greve, de “marginais fardados”. Ele ainda classificou o movimento como um “conchavo de marginais fardados com marginais da quadrilha da droga que colocou toda a sociedade refém”. A Aspropec era presidida na época pelo Capitão Wagner.

(Blog do Eliomar de Lima)