O 23º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de junho, no Hotel Slaviero, em Guarulhos (SP). A data foi definida na última sexta-feira (4), durante a reunião do Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT.

A Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), que assessora a Contraf-CUT nas negociações com o banco, determinou também os quatro eixos temáticos que pautarão as discussões do encontro:

– remuneração e condições de trabalho (incluindo questões como plano de cargos e comissões, piso, jornada de trabalho, metas e remuneração variável);

– Saúde e Previdência (Cassi, Previ, plano odontológico, Fusesc, Economus, Segurança Bancária, comitês de ética, entre outros);

– organização do movimento (formas de mobilização, delegados sindicais e organização no local de trabalho, Conselho de Usuários da Cassi etc.); e

– Banco do Brasil e o Sistema Financeiro Nacional (crédito, metas de produtos financeiros, terceirização e correspondentes bancários e Internacionalização).

“O congresso é um momento importante para que possamos discutir questões que afetam o dia a dia dos bancários do BB e que vão além da Convenção Coletiva de Trabalho dos bancários. Entre elas está o papel que o governo federal, atendendo reivindicações antigas da Contraf-CUT e do movimento social, tem colocado para o BB como balizador da economia, reduzindo as taxas de juros e o spread bancário”, avalia William Mendes, coordenador da CEBB e secretário de Formação da Contraf-CUT.

“Se, por um lado, trata-se de uma medida que vem ao encontro das demandas históricas do movimento sindical, por outro ela traz impacto nas condições de trabalho dentro do banco. Precisamos discutir a necessidade de mais contratações e melhorias no plano de carreira para que os bancários possam atender melhor à população”, defende.

Participação

Conforme o comunicado da Contraf-CUT enviado aos sindicatos e federações, o prazo para a realização de assembleias e encontros para eleição de delegados vai até o dia 10 de junho. Será eleito um delegado para cada 300 trabalhadores do Banco do Brasil na base sindical ou fração maior ou igual a 150.

As federações podem indicar ainda observadores, sem direito a voto, até o máximo de 5% da delegação efetiva. Serão considerados delegados natos os membros efetivos da Comissão de Empresa.

O prazo para inscrição das teses vai até o dia 18 de maio. Já as inscrições de delegados devem ser feitas pelas federações até o dia 11 de junho, às 18h, na secretaria da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT

Anúncios