Além do vídeo divulgado, assinaram abaixo-assinado com apoio ao casamento civil igualitário, entre outros, nomes como Caetano Veloso, Chico Buarque, Marisa Monte, Alcione, Sônia Braga e Cauã Raymond.

Postado há quatro dias, o vídeo de lançamento da campanha pelo casamento igualitário no Brasil estava prestes a atingir, na segunda-feira 16, a marca de dez mil acessos.

O vídeo é o pontapé inicial da conscientização para a proposta de emenda constitucional a ser encaminhada pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) à Câmara dos Deputados. O texto prevê o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a união estável entre gays. No entanto, o reconhecimento dos direitos da união civil é conquistado apenas por meio da Justiça. O casamento civil seria uma forma de reconhecer esses direitos no ato da união – o que seria bem menos desgastante para os parceiros

O vídeo traz depoimentos de nomes como os das atrizes Arlete Salles e Gutta Stresser (A Grande Família), o ator Serjão Loroza e os cantores Ivan Lins, Preta Gil e Ney Matogrosso.

O casal Cláudio Lins e Alexandra di Calafiori, grávida, também gravaram depoimento.

O vídeo tem trechos citados da Declaração Universal dos Direitos Humanos e motes como “Eu defendo a família. Todas as famílias” e “Os mesmos direitos, com os mesmos nomes”.

Outras personalidades, como Sandra de Sá, Rita Ribeiro, Luiz Carlos Lacerda e Zélia Duncan – que gravou um vídeo à parte.

No evento de lançamento da campanha foi lido um abaixo-assinado com o apoio, entre outros, de Caetano Veloso, Chico Buarque, Marisa Monte, Alcione, Sônia Braga e Cauã Raymond.

Leia mais no site oficial da campanha: http://casamentociviligualitario.com.br/

(PRAGMATISMO POLÍTICO)