Subiu para 29 o número de ações contra bancos registradas no Ceará, somente em 2012. Na tarde de ontem, uma quadrilha assaltou o posto de atendimento avançado do Banco do Brasil (BB), localizado no Centro do município de Monsenhor Tabosa, na Região dos Inhamuns. Armados com pistolas e uma escopeta, os cinco criminosos não encontraram dificuldades para levar todo o dinheiro que estava no cofre da agência, pois o dispositivo já estava aberto. A Polícia acredita que o grupo contou com informações privilegiadas sobre o funcionamento do banco.

 “Não tenho dúvidas disso. Eles contaram com informação privilegiada. É a chamada ‘parada dada’. Ainda não sabemos quem passou a informação. Mas não tinha como eles adivinharem o horário certo em que o cofre estaria aberto. Só o dinheiro do cofre foi levado”, disse o coronel Gomes Filho, responsável pelo Comando de Policiamento do Interior (CPI).

Segundo informações do destacamento da Polícia Militar do município, o assalto ocorreu por volta de 13h30min, no momento em que funcionários realizavam a movimentação financeira da agência e aguardavam a chegada do carro-forte. Foi quando os cinco homens encapuzados chegaram ao banco, em dois carros de passeio, tomados de assalto na CE-265, no trecho conhecido como Ladeira dos Macacos, que dá acesso à cidade.

 Ação atrapalhada

De acordo com a Polícia, durante a ação, que levou cerca de 10 minutos, um dos criminosos disparou acidentalmente no próprio pé. Os dois vigilantes da agência tiveram os coletes e armas roubados, após serem rendidos juntamente com os funcionários. Como o horário de atendimento se encerra às 11 horas, não havia clientes no local.

Na fuga, o gerente do banco foi feito refém. Seu carro também foi levado pelo bando. O funcionário foi liberado a dois quilômetros do centro da cidade. Já o seu carro foi deixado em uma estrada carroçável, no distrito conhecido como Vaca Brava, na zona rural do município.

A Polícia promoveu diligências na região. Homens do Batalhão de Choque, da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e uma aeronave do Ciopaer promoveram buscas pelos criminosos em municípios vizinhos, mas ninguém foi preso. A quantia roubada da agência não foi divulgada.

 ENTENDA A NOTÍCIA

Ao contrário dos outros assaltos a banco realizados no interior do Estado, desta vez, os criminosos não precisaram explodir o cofre da agência. A Polícia acredita que eles contaram com informações privilegiadas sobre o funcionamento do estabelecimento.

(Thiago Paiva – O Povo Online)