Nem a produção de “A Fazenda” sabe ainda o dia exato em que o reality show estreará na Record. A previsão é que o programa entre no ar entre o fim de junho e começo de julho, mas a emissora ainda não bateu o martelo. Por enquanto, todos trabalham com uma janela de algumas semanas em que a atração deve ser lançada.

A demora se justifica e pode ser encarada como uma espécie de “guerra silenciosa” entre a Globo e a Record. Enquanto a Globo pretende corre contra o tempo para produzir uma frente de capítulos grande o suficiente para colocar o remake de “Gabriela” no ar – a novela das 23h vem sendo considerada uma arma contra o reality -, a Record espera a confirmação da data da concorrente para fixar a estreia. Ou seja: a ideia é que em algum momentos as produções batam de frente.

O curioso é que este ano “A Fazenda” está prevista para ir ao ar na faixa das 21h e bater de frente com “Avenida Brasil”. A preocupação com “Gabriela” se deve ao fato de que a possibilidade de o programa ganhar uma segunda edição, mais tarde, com flashes inéditos não está totalmente descartada. Além disso, a grande repercussão do primeiro episódio poderia ofuscar a novela.

Nos últimos dias novos nomes se juntaram a lista de especulações do reality show. Além dos já falados Nicole Bahls, Ralph Santos, Paulo Zulu e João Paulo Ganon, personalidades como Ângela Bismarchi, Silvinho Blaublau, Ellen Cardoso (a Mulher Moranguinho) e o pagodeiro Vavá tem sido citados.

Até agora o elenco não foi completamente fechado, mas alguns fatores são certeza: esta edição não terá 14 participantes (o número exato, no entanto, tem sido mantido em segredo) e os dias de prova, roça e eliminação devem ser mantidos. Da mesma maneira, a existência da casa da roça está garantida este ano.

(FERNANDO OLIVEIRA – COLUNISTAS IG)

Anúncios