César Ades é referência mundial em etologia e comportamento animal. Marcos Santos/USP Imagens
César Ades é referência mundial em etologia e comportamento animal. Marcos Santos/USP Imagens

O professor César Ades, 69, do Instituto de Psicologia da USP, permanece internado em estado gravíssimo no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Ele foi atropelado na manhã da última quinta-feira na avenida Paulista, na região central da cidade.

Segundo amigos do professor, ele fazia caminhada quando foi atingido por um carro, na esquina da Paulista com a rua Peixoto Gomide –onde há faixa de pedestres. Ele foi socorrido pela própria motorista do carro e levado, sem documentos, com as roupas de corrida, para o HC, onde passou por ao menos quatro operações.

A Polícia Militar e a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) não foram acionadas e não tinham esse atropelamento em seus registros.

Ades é referência mundial na área de etologia e comportamento animal. Até fevereiro, era diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP. Também já foi diretor do Instituto de Psicologia, além de ser professor livre-docente desde 1991.

“É uma pessoa muito sorridente, alegre e positiva, um professor muito querido, que sempre fez questão de comparecer a todas as recepções de calouros”, diz seu ex-orientando, Leandro Nascimento, 27, hoje analista de business intelligence.

Na rede social “Facebook”, muitos alunos e colegas de Ades prestaram homenagem a ele hoje.

Segundo dados da última atualização disponível, em 2010, a região da Paulista teve 13 atropelamentos fatais (não há o total de atropelamentos). Em toda a cidade, foram 645 pedestres vítimas de atropelamentos em 2010.

(FOLHA ONLINE)