Veja a realidade de alguns travestis que escolheram a prostituição como fonte de renda. Alguns não conseguiram emprego e encontraram uma saída vendendo o próprio corpo. Outros decidiram estudar e com o dinheiro conquistado nos programas pagam a faculdade. Quase todos tem uma história de violência motivada pelo preconceito.

(JANGADEIRO ONLINE)