Mansão de Whitney Houston é colocada à venda por US$ 1,75 milhão

A mansão onde viveram durante anos Whitney Houston e Bobby Brown, em Nova Jersey, foi colocada à venda por um preço inicial de US$ 1,75 milhão (pouco mais de R$ 3 milhões), publicou nesta quarta-feira ( o site da imobiliária CarProperty.

O anúncio indica que a casa, de 1.167 metros quadrados, tem cinco quartos e outros tantos banheiros, em um terreno de dois hectares na localidade de Mendham, onde Whitney também era a dona da casa do lote adjacente, vendida em 2010.

Depois da morte da cantora no último sábado, “lembramos da mansão”, que pode interessar a “colecionadores e entusiastas do mundo do entretenimento”, afirma a mensagem da imobiliária.


A CarProperty destaca que Whitney celebrou seu casamento com Brown nesta casa, que também foi “cenário da atividade” que provocou, ao longo de 15 anos, o declínio da artista e seu vício em drogas.

Além disso, em 2005, a mansão apareceu no reality-show “Being Bobby Brown”, em que o casal mostrou ao mundo o pior de suas diferenças antes de seu divórcio, que aconteceu dois anos depois.

Inicialmente, Whitney tentou vender a mansão por US$ 2,5 milhões (R$ 4,2 milhões) em 2009, mas a crise do mercado imobiliário nos Estados Unidos obrigou a cantora a ir baixando o preço até desistir da venda por não encontrar um comprador.

O anúncio exige que qualquer pessoa interessada em adquirir a casa ligue diretamente ao agente da CarProperty e disponha da quantia mínima exigida em ativos líquidos.

Whitney Houston morreu no último sábado, aos 48 anos, em um hotel de Beverly Hills em circunstâncias ainda não esclarecidas, e seu funeral privado será realizado no próximo dia 18, em uma igreja batista de Newark (Nova Jersey).

(EFE)