O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), através de medida liminar, conseguiu suspender a posse do juiz Luiz Evaldo Gonçalves para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCe).

Luiz Evaldo Gonçalves seria empossado hoje, em Fortaleza, mas as juízas cearenses Marlúcia de Araújo Bezerra e Graça Quental, através de uma ação judicial, convenceram os conselheiros que há indícios de irregularidades no processo de promoção.

Segundo as juízas, há falhas na contagem de pontos da carreira do juiz. De acordo com Marlúcia de Araújo e Graça Quental, o juiz Luiz Evaldo Gonçalves, por exemplo, teve pontuação registrada no quesito doutorado. No entanto, o magistrado ainda não tem este título.

Ontem a noite, a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça informou, através de nota oficial, que cumprirá a decisão do CNJ em suspender a posse do desembargador. O caso será avaliado e o juiz em questão, que foi promovido por critério de merecimento, terá o direito de se defender e apresentar documentação.

O conteúdo da liminar e da decisão do CNJ podem ser acessados no http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/cnj-manda-suspender-posse-de-desembargador/ 

(O POVO ONLINE)

Anúncios