Portal Esportes O POVO 

Uma liminar concedida pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJDF/CE) garante que a torcida do Fortaleza tenha direito a 10% da carga de ingressos para o Clássico-rei do proximo domingo (12). De acordo com o presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF), Mauro Carmélio, a entidade agora vai recorrer da decisão. “Vou recorrer. Se não der tempo de mudar, terei de cumprir”, afirmou Carmélio.

Na tarde desta terça-feira (7), a FCF já havia negado o pedido do Fortaleza pela carga de ingressos, justificando que “não entende o filiado Fortaleza Esporte Clube como visitante”, já que a renda da partida será dividida entre os dois clubes.

“Vou conversar com o juiz, pois entendemos que o Fortaleza não é visitante. Se fosse, não teria direito de receber o percentual na renda. Visitante é o Icasa, o Crato, Crateús. O time não tem direito de receber esses 10%”, enfatizou Carmélio, em entrevista ao Trem Bala, da Rádio O POVO/CBN.

A decisão liminar foi expedida pelo presidente do TJDF/CE, Antônio Rodrigues, e atende ao Artigo 65º do Regulamento Geral de Competições da FCF. Segundo Antônio Rodrigues, também existe uma preocupação com torcedores do Fortaleza disseram ir ao jogo “de qualquer jeito”. “Isso poderia gerar um conflito sem controle dentro do estádio, porque os torcedores estariam misturados”, defende. A carga de 10% de ingressos é o máximo permitido e a liminar também vale para o Clássico-rei do returno, em março.

Quanto à decisão da FCF de recorrer, o presidente do TJDF/CE comenta: “Isso é perfeitamente normal. Quem está insatisfeito, pode recorrer”.

Ingressos

De acordo com Mauro Carmélio, o preço dos ingressos não muda. “O Tribunal já determinou e os ingressos de R$ 60 e R$ 30 seguem para os dois jogos”, garantiu. “O Estatuto do Torcedor determina que o mandante diga o dia e a hora da venda de ingressos”, completou.

Árbitro local 

O jogo do próximo domingo terá arbitragem local, informou Carmélio. Na reunião de segunda-feira (6), o Fortaleza havia solicitado árbitro Fifa.

Clássico-rei no Alcides Santos

O presidente da FCF descartou a possibilidade do próximo Clássico-rei ser realizado no estádio Alcides Santos, como deseja o Fortaleza. “O Clássico no Alcides Santos não tem a mínima possibilidade, até porque o estádio não tem laudo”, disparou Carmélio. “Ceará e Fortaleza é no PV, hoje, e Castelão posteriormente. Eu não colocaria em nenhuma circunstância um jogo na casa do clube”, finalizou.

Ex-presidente da TUF comenta

Addler Pinheiro, ex-presidente da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), comentou a decisão do TJDF pelo Twitter. Addler disse ser contra os 10% para a torcida do Leão, pois, segundo ele, “vão dar trabalho e isso não é saudável.” ”Desde o início falei que ou era meio a meio ou nada! Agora que a PM monte um esquema Federal…”, escreveu.

O ex-presidente da TUF lembrou ainda a violência em jogos de Clássico-Rei, que pode ser agravada nas proximidades do estádio Presidente Vargas. ”As uniformizadas cresceram demais para as minúsculas ruas do PV! A impunidade também …”, finalizou.