G1 CEARÁ

Após o terceiro dia de investigação, a polícia não tem pistas sobre quem foi o autor do disparo que matou um professor de línguas em um motel de Fortaleza. O corpo de Domingos Sávio Maia Sobrinho, de 34 anos, foi encontrado em um motel no Bairro Genibaú na sexta-feira (27).

PROFESSOR SÁVIO

“Ele entrou no motel pela manhã e informados na sexta à noite sobre a morte, e até agora não sabemos o que pode ter acontecido”, diz a irmã da vítima, Dina Régia Maia. Ele prestou depoimento na manhã desta segunda (30) sobre o caso na Divisão de Homicídios.

O professor foi encontrado com um tiro na nuca cerca de 19 horas após a morte, de acordo com a Polícia Civil. A Polícia Civil diz que não pode passar mais informações sobre o caso para não atrapalhar as investigações.

No motel, ninguém quis dar entrevista sobre o caso. Um dos funcionários afirmou que há três seguranças no local que alternam o trabalho entre turno. Em nenhum horário, de acordo com o funcionário, foi visto alguém saindo do quarto onde o professor apareceu morto. “Quem esteve com ele lá que nos dê informações, porque a gente precisa de elucidar isso”, apela a irmã.

VÍDEO HOMENAGEM FEITO PELOS AMIGOS AO PROFESSOR SÁVIO MAIA