O catarinense Thiago Tavares demonstrou sentir-se à vontade no Rio de Janeiro. Na noite deste sábado, no UFC 142, o lutador brasileiro, quase nocauteado no último round, derrotou o canadense Sam Stout por decisão unânime dos árbitros (29/28, 29/28 e 29/28), em duelo válido pela categoria dos pesos leves, e obteve a segunda vitória consecutiva dentro do Ultimate Fighting Championship, justamente em sua segunda participação na capital carioca.

Inspirado pelo apoio da torcida e a música Capítulo 4, versículo 3, dos Racionais MCs, Thiago Tavares conseguiu derrubar o lutador canadense antes do primeiro minuto de combate. Com um ótimo jogo de quedas, o catarinense empolgou o público com o jogo eficiente jogo de jiu-jitsu, conseguindo manter o adversário minado durante a maior parte da primeira parcial do último combate do card preliminar.

Somada à luta de chão eficiente, Thiago também obteve vantagem na trocação durante a primeira parte da luta. O brasileiro encaixou golpes contundentes e dominou o americano, que, apostando em contra-ataques para surpreender o catarinense, ficou limitado a se defender e aumentar a distância para evitar o contato direto com o adversário.

A intensidade de combate caiu durante o segundo round do quinto duelo da noite deste sábado. Dominado durante a primeira parte do duelo, Stout passou a caminhar para a frente e buscar a pressão sobre o brasileiro, que respondeu com chutes altos, um deles resultando em um corte na orelha esquerda do canadense.

Na última parcial, Thiago Tavares mostrou-se mais cauteloso, baseando o jogo em contra-ataques. Por conta disso, permitiu ao rival controlar o centro do octógono. Tranquilo, o brasileiro mostrou preocupação apenas no momento em que sofreu um chute nas partes íntimas de Stout. O catarinense deitou no octógono, se recuperou e esfriou a reação do canadense.

Para gastar o tempo restante no cronômetro, Thiago Tavares aumentou a movimentação dentro da área de combate, dificultando o jogo para o eficiente peso leve canadense. O lutador nacional quase perdeu o combate nos segundos finais, quando recebeu uma ótima sequência do rival e demonstrou ter sentido os golpes.

(PORTAL TERRA)